Biografia do Padre

Paulo Roberto 

da Conceição

Matias de Souza

Paulo Roberto da Conceição Matias de Souza

Nasceu em Macapá (Amapá), no dia 27 de novembro de 1960 (embora o registro oficial conste o 27 de dezembro),  as 8:30 (em casa). Seus pais, DOMINGOS MATIAS DE SOUZA e MARIA DA CONCEIÇÃO DE SOUZA, ele da Ilha Viçosa, município de Chaves, Pará e ela do Rio Jacarezinho, município de Breves. Ambos morreram muito longevos. Foi o sétimo  de onze  irmãos. O casal mesmo no meio de grandes dificuldades econômicas adotou e criou mais oito filhos. Foi batizado no dia 25 de dezembro de 1960 pelo Padre Antônio Coco na Matriz de São José. Em 1983 é crismado pela imposição das mãos do Padre Claudio Barros, aja visto que a diocese encontrava-se vacante.

Realizou seus primeiros estudos no Grupo Escolar Alexandre Vaz Tavares e no Grupo escolar Dr. Coaraci Nunes, onde concluiu o  primeiro grau. Em 1982 concluiu o segundo grau no Colégio Gabriel de Almeida Café.

Em 1972 tem contato pela primeira vez com o câncer quando morre a senhora Joana Cordovil e em 1974 morre o seu melhor amigo de apenas 14 anos Francisco Maximim com anemia falciforme. Duas pessoas  determinante para a criação do IJOMA.

Em 1981 começa a participar do movimento jovem da paróquia Nossa Senhora da Conceição e no dia 19 de fevereiro de 1984 entra no Seminário Menor São Pio X em Macapá.  Em janeiro de 1985 viaja com mais três jovens para Belém, onde inicia o curso de   filosofia. Em 1987 inicia o curso de teologia.

No dia 05 de julho de 1991 pela imposição das mãos de dom Luiz Soares Vieira foi ordenado Sacerdote, na Igreja Nossa Senhora da Conceição.

Seu primeiro destino foi a Paróquia  de Santo Antônio, ainda em 1991. Ali Se compromete na defesa dos pobres e em especial das meninas exploradas sexualmente no Beiradão, hoje  Laranjal do Jari. Foi ameaçado de morte por denunciar a escravidão infantil de meninas vindas do Maranhão e retorna para Macapá.

Em 1992 é designado para a paróquia de Santa Bárbara em Serra do Navio  onde exerce seu ministério por nove meses e em 1993 assume a paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro do buritizal em Macapá. Em 1999 é transferido para a paróquia São Pedro, no bairro Beirol. No dia 30 de abril de 2005 viaja para o Rio de Janeiro onde faz   Mestrado em Direito Canônico. Retorna a Macapá em junho de 2008 e assume a Paróquia Jesus de Nazaré. Foi presidente do Tribunal Eclesiástico da Diocese de Macapá. Presidente da Associação dos Presbíteros e Sócio fundador.

 

Em 21  de abril de 2010 funda com vários membros da comunidade o INSTITUTO DE PREVENÇÃO DO CÂNCER JOEL MAGALHÃES. Esta obra cresce notadamente, com um alcance social imensurável com propagação por todo o Estado do Amapá. Padre   Paulo Teve que manter um compromisso coerente diante de tantas ameaças e calunias pela força do seu trabalho social, sofrendo até ameaça de morte novamente. Recebeu várias homenagens e títulos pelos relevantes serviços prestados a sociedade amapaense.

 Entre os principais se destaca a comenda Dom Hélder Câmara , outorgada pela Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal pelos relevantes serviços prestados ao Brasil na defesas dos direitos humanos e o Prêmio Dr Pinotti, concedido pela Câmara dos Deputados pelos relevantes serviços desenvolvidos pelo IJOMA à saúde da mulher.

Em 2011 faz o curso de Professional &Self Coaching  pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC. Em 2017 recebe o Diploma Dr Pinotti, concedido pela pela Câmara do Deputados a entidades cujos trabalhos ou ações merecem especial destaque pela promoção e valorização da saúde da mulher. Padre Paulo também recebeu o Titulo de cidadão Santanense e outras homenagens pelos relevantes serviços prestados à sociedade amapaense.

Em 1995 se envolve no movimento negro do Amapá, onde  começa a celebrar a Missa dos Quilombos e  assume a  defesa dos direitos, a cultura, a fé e as políticas afirmativas dos afro descendentes. Padre Paulo Nasceu numa realidade que propiciou ao mesmo ter uma visão universal da vida. Na comunidade onde nasceu, haviam famílias vindo da Guiana  Francesa, do Mazagão Velho, Igarapé do Lago e Coração. Alem de Centro Espírita, Centro de Umbanda, Igrejas Evangélicas e a Paróquia Nossa Senhora da Conceição. Nesse ambiente pluralista forjou sua identidade religiosa e humana.

Inicia um trabalho ecumênico de respeito e união das religiões e Igrejas cristãs em Macapá. Em 2017 funda com um grupo de empresários, jornalistas, advogados, professores e outros profissionais liberal um movimento pela paz e  assim nasceu o Bloco  pacifista AFOXÉ FILHOS DE ZAMBI, movimento de inclusão social, cultural, religioso e pacifista.

Ao longo do seu serviço pastoral, sempre prestou relevantes serviços em beneficio da sociedade. Participou de várias Conferências como palestrante. Sempre incentivou e participou do Movimento dos Afro-descendentes. Celebra a Missa dos Quilombos a quatorze anos, É referência em matéria de diálogo ecumênico e um grande incentivador que os Leigos assumam o seu papel nas várias instâncias da sociedade amapaense.

Em 2018 com um grupo de afro descendentes funda e é nomeado seu primeiro presidente a ACADEMIA AMAPAENSE DE BATUQUE E MARABAIXO. EM 2017 recebe o titulo de PROFESSOR DOUTOR HONORIS CAUSA OUTORGADO PELA FACULDADE CEAP-UNAMA pelos relevantes serviços prestados  à comunidade amapaense.

asscom.ijoma@gmail.com

(96) 3222-5675 / (96) 99191-6270

CNPJ: 11.938.200/0001-06

Av. Dr. Silas Salgado, 3586 - Santa Rita. Macapá - AP, 68901-346.

Prazo de 10 dias para Entrega de Produtos

no Estado do Amapá.

INSTITUTO JOEL MAGALHÃES

Horário de Atendimento:

Segunda à Sexta: 8h às 12h - 14h às 18h

​​Sábado: 8h - 12h

©2019 Todos os direitos reservados. Criado por Fabrício Ferrari

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social