Por Que e Quando Cuidar da Saúde?

Redação IJOMA

Macapá, 20 de Outubro de 2020



Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) por definição, saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença.


Muita discussão em torno dessa definição tem surgido, compreende-se que saúde é muito abrangente e o bem-estar é algo geral, mas por outro lado para estar bem em todos os aspectos (físico, mental e social) precisa-se ter saúde.


Mas será que damos importância a saúde quando não estamos sentindo nada? É difícil encontrar pessoas se dedicam ou podem fazer um check cup médico (vários exames) somente como forma preventiva.


Ou aquelas que tem hábitos saudáveis de alimentação, além de realizar exercícios físicos regulares como forma preventiva e mantenedora da saúde.


A cada dia as pessoas tem menos tempo, em razão da complexidade crescente no ambiente de trabalho exigir capacidade de adaptação dos empregados, demandando maior flexibilidade e criatividade para superar os desafios que se apresentam.


As exigências sociais e pessoais fazem correr o dia todo, para cumprir os papéis, como mães, pais, empregados, patrão até mesmo as relações de amizades, socioculturais e religiosas, nos deixam completamente sem tempo para cuidar da saúde.


Um dos maiores problemas sem dúvida é a falta de saúde, como diz ‘’o mais importante é ter saúde’’ e quando não temos sabemos o quanto isso é verdade.


Contudo, nas últimas décadas tornou-se mais e mais importante cuidar da vida de modo que se reduzisse a vulnerabilidade a doenças e as chances de que ela seja produtora de incapacidade, (porque não temos ‘’ tempo’’ de ficar doentes).


É possível ressaltar ainda alguns aspectos importantes para cuidar da saúde, mesmo quando não se apresenta queixa com dor ou limitações.


Especialistas enfatizam a importância do exame médico ocupacional, realizado tanto na hora da admissão, como também durante o período em que o profissional está contratado. Ou seja, a saúde também importa e a hora da verdade chega quando o candidato é convocado para o exame admissional e ninguém quer correr o risco de estudar para um concurso, batalhar por uma entrevista ou encontrar uma grande chance profissional e não poder realizar por ter deixado de cuidar da própria saúde. 


Talvez a expressão mais ouvida nesse sentido nos últimos anos é “qualidade de vida”. Essa expressão está estreitamente ligada à saúde. Sem saúde não temos qualidade de vida e a qualidade de vida é fundamental para termos saúde.


Então, sabendo da importância de tratar ou prevenir uma doença, quando devemos fazer isto? Talvez por motivos óbvios, podemos responder que devemos começar agora neste momento, mas vamos listar algumas razões:


Livrar-se e não ter dor

Inicialmente é impossível não cuidar da saúde quando sentimos dor. A dor é um mecanismo de alerta do organismo. Ao encostar-se a uma superfície quente, a temperatura alta nos faz tirar a mão, evitando queimar ainda mais a pele.


Todavia, em alguns casos esse mecanismo de defesa sai do eixo, e ao invés de proteção virá algo constante, incômodo e até insuportável. A Organização Mundial da Saúde calcula que há no mundo de cada cinco pessoas uma que sofra de dor permanente.

Adiar as limitações:

As limitações também nos dizem que é a hora de cuidar da saúde, claro que não vamos a todos os especialistas apenas para fazer exames preventivos, mas cuidado diário nos faz prevenir certas limitações físicas, principalmente no que diz respeito à coluna e as articulações.


Segundo o Instituto Nacional de Prevenção às LER/DORT, tais distúrbios são a segunda maior causa de afastamento do trabalho no Brasil.


As LER/DORT atingem o trabalhador no auge de sua produtividade e experiência profissional, tendo uma maior incidência na faixa etária de 30 a 40 anos e sendo as mulheres as mais atingidas.


As principais causas de tais patologias são os movimentos repetitivos, além de postos de trabalhos inadequados, fazendo com que fiquemos em posturas incorretas por muito tempo.

Por sua vez, as consequências mais comuns são:

• As inflamações nos tendões (tendinites);

• As inflamações nos cotovelos (epicondilites);

• Síndrome do túnel do carpo, que é a inflamação do nervo na região do punho.


Entre as queixas mais recorrentes estão dores, sensações de peso e cansaço, formigamento. Hábitos saudáveis como estabelecer pausas, realizar alongamentos e exercícios orientados, além de manter a postura corretamente contribuirão para um trabalho mais produtivo e uma vida mais saudável.


Não precisamos então esperar sentir dor ou ter uma limitação para prevenirmos as doenças ou ter qualidade de vida.


Envelhecer bem:

O envelhecimento nos faz pensar que é uma boa hora de realizar exames, fazer uma boa alimentação e começar uma atividade física. Mas não é verdade, pois envelhecer não significa adoecer, e se há prevenção durante toda uma vida, maiores são as chances de chegarmos à velhice com uma boa qualidade de vida.


A clássica imagem do velhinho de pijama, em frente à televisão, que só sai de casa para ir à padaria ou farmácia não faz parte da vontade da maioria da população.


Esse quadro está mudando no Brasil, pois um novo conceito de envelhecer vem surgindo, seria o envelhecer com qualidade de vida ou envelhecer ativamente.


A cada década o brasileiro se torna mais longevo, a expectativa de vida tem aumentado, em 1940 a expectativa de vida era de 41,5 anos, em 2010 está em 73,1 e para 2050 81,3. (FONTE: IBGE/2011).


Em contrapartida, um dos maiores problemas atuais de saúde tende a crescer no futuro, caso não adotarmos hábitos saudáveis e métodos preventivos.


Em 2003, 29,9% da população brasileira declarou ser portadora de ao menos uma doença crônica, entre a população com 60 anos ou mais o percentual sobe para 75,5%. Mas o que fazer para que esses dados possam ficar equilibrados. A principal mudança é a prevenção e acesso aos cuidados básicos com a saúde.


Então, entendemos porque e quando cuidar da saúde, mas como começar?


O ideal é procurar um médico, este profissional é responsável por solicitar e analisar exames, importantes que nos norteiam como anda a saúde.


por COLUNISTA PORTAL - EDUCAÇÃO

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.


Fonte:

siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/medicina/por-que-e-quando-cuidar-da-saude/24169


2 visualizações

asscom.ijoma@gmail.com

(96) 3222-5675 / (96) 99191-6270

CNPJ: 11.938.200/0001-06

Av. Dr. Silas Salgado, 3586 - Santa Rita. Macapá - AP, 68901-346.

Prazo de 10 dias para Entrega de Produtos

no Estado do Amapá.

INSTITUTO JOEL MAGALHÃES

Horário de Atendimento:

Segunda à Sexta: 8h às 12h - 14h às 18h

​​Sábado: 8h - 12h

©2019 Todos os direitos reservados. Criado por Fabrício Ferrari

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social