Delfim Netto deposita R$ 4,4 milhões para cobrir bloqueio na Operação Lava Jato

Ex-ministro Antônio Delfim Netto depositou R$ 4.444.314 em uma conta judicial, na tarde desta quinta-feira (22), para cobrir um bloqueio judicial na Operação Lava Jato.

O valor foi estipulado pelo juiz Sérgio Moro na 48ª fase da operação, na qual o ex-ministro foi alvo busca e apreensão. Os recursos, segundo a defesa de Delfim, saíram de fundos de investimentos que ele mantém no banco Credit Suisse.

Quando do bloqueio, o Banco Central do Brasil (Bacen) havia achado R$ 864 mil nas contas bancárias de Delfim.

Os advogados pediram para que, após o depósito por meio do banco suíço, com sede no Brasil, sejam desbloqueadas suas demais contas.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo