asscom.ijoma@gmail.com

(96) 3222-5675 / (96) 99191-6270

CNPJ: 11.938.200/0001-06

Av. Dr. Silas Salgado, 3586 - Santa Rita. Macapá - AP, 68901-346.

Prazo de 10 dias para Entrega de Produtos

no Estado do Amapá.

INSTITUTO JOEL MAGALHÃES

Horário de Atendimento:

Segunda à Sexta: 8h às 12h - 14h às 18h

​​Sábado: 8h - 12h

©2019 Todos os direitos reservados. Criado por Fabrício Ferrari

  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social

Cuidado com as encomendas! Coronavírus sobrevive em papelão e plástico por até três dias

Redação IJOMA

Macapá, 26 de Março de 2020


Apenas evitar sair de casa e mudar hábitos pode não ser o suficiente para se prevenir contra o coronavírus. Fazer compras online também tem seus riscos. Isso porque o Covid-19 pode sobreviver por até 72 horas em materiais como plástico e metal inoxidável. No caso do papelão, a sobrevida dos vídeos é de 24 horas. As informações são de um estudo realizado pelor dois órgãos dos Estados Unidos, Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas e a Univercidade de Princeton.


A pesquisa foi divulgada na última quarta-feira (11) e analisou o tempo de vida do novo coronavírus fora do corpo humano. Os resultados podem dar pistas sobre a dúvida sobre transmissão da doença em objetos vindos por importação, comprados em sites como Alibaba e Amazon, e refutadas por conta do tempo de demora entre a saída e a chegada dos pacotes. Embora seja plausível a hipótese de contágio do Covid-19 por objetos inanimados, ainda são necessários outros estudos para comprovar a hipótese. Um dos autores do estudo, Dylan Morris disse no Twitter que o mais importante é a semelhança entre covid-10 e Sars quanto ao tempo de sobrevivência.

Post original (13/02/20):

Cientistas dizem que coronavírus sobrevive fora do corpo humano por mais tempo do que imaginado O coronavírus, nomeado oficialmente como COVID-19, tem causado muitos estragos ao redor do mundo em vidas humanas principalmente, mas também na economia de diversos países, cancelamento de eventos como uma das maiores feiras de tecnologia móvel do mundo, a MWC20 e paralização de trabalho em países afetados como a China.

Agora uma novidade um tanto quanto assustadora é que o COVID-19 pode sobreviver mais tempo do que se imaginava fora do corpo humano. Alguns tipos de coronavírus presentes em animais podem sobreviver fora deles por até 28 dias, muito mais do que os que contaminam a espécie humana, como SARS e MERS. Os cientistas ainda não sabem muito sobre o COVID-19, por isso, estão estudando essas variedades para tentar estimar melhor qual o tempo de vida desses vírus fora de organismos vivos.

Segundo os pesquisadores, os vírus do tipo costumam sobreviver por até nove dias, mas esse período pode ser maior caso a temperatura local seja baixa e a umidade seja alta, disse Günter Kampf, médico do Hospital Universitário Greifswald, na Alemanha. Materiais como vidro, alumínio, papel, plástico ou vidro podem abrigar esses organismos por até 5 dias, em média.

Segundo Kampf, a melhor forma de se proteger é higienizar estas superfícies, principalmente se elas estiverem em locais públicos. A indicação é utilizar hipoclorito de sódio, peróxido de hidrogênio ou etanol, que se mostraram muito eficientes em eliminar o SARS e o MERS. Lavar as mãos com frequência é importante também. Vale dizer que os resultados apresentados não são do COVID-19, mas sim de outros coronavírus semelhantes a ele.

Para finalizar, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos completa dizendo que: Ainda não está claro se uma pessoa pode contrair o COVID-19 tocando uma superfície ou objeto que contenha o vírus e, em seguida, tocando sua própria boca, nariz ou possivelmente olhos.

Vale lembrar que por enquanto nenhum caso foi confirmado no Brasil, mas ter higiene básica e lavar as mãos e manter superfícies limpas é muito importante para impedir a transmissão não apenas do coronavírus COVID-19 mas também de outras doenças.


Fonte:

https://www.tudocelular.com/seguranca/noticias/n152439/coronavirus-sobreviver-mais-tempo-que-imaginado.html


34 visualizações