Criado pelo GEA, Cartão Escola começa a despertar interesse de outros estados

Lançado nesta semana pelo governador Waldez Góes (PDT), o Cartão Escola começa a despertar o interesse de outros estados brasileiros, entre os quais o Maranhão, que enviou pedido de informações à secretária adjunta de Gestão da secretaria de Educação (Seed), Keully Baia.

No pedido, o secretário adjunto de Gestão Institucional da secretaria de Educação do Maranhão Manoel Pedro Castro destaca que o Cartão Escola “despertou interesse do Governo do Maranhão pela forma mais eficiente, prática e transparente de repassar recursos financeiras para as unidades escolares da rede pública estadual aplicarem automaticamente em beneficio da comunidade escolar”.


A secretária afirmou que as escolas já estão recebendo o Cartão, que é administrado pelo gestor adjunto das unidades escolares. Ela explicou que onde não houver gestor adjunto, o responsável será o gestor titular, pontuando que no dia 10 de cada mês, o Cartão Escola terá saldo disponível para compras e serviços necessários ao funcionamento da unidade. O primeiro repasse foi antecipado para a última sexta-feira (09), por ser o último dia útil da semana.

Ainda de acordo com a secretária, o dinheiro creditado é calculado com base no censo escolar, ou seja, por quantidade de alunos, no mesmo valor que seria creditado em conta corrente, com as mesmas exigências de prestação de contas, cotações de preços e notas fiscais. “A única mudança é na forma de pagamento, porque em vez de conta corrente os valores são depositados no Cartão Escola”, finalizou Keully Baia.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo