Corrida da morte; taxista é executado no Jesus de Nazaré ao deixar passageira

O taxista Edimilson da Silva Amaral, de 31 anos, o ‘Branco’, foi morto na noite de quinta-feira (19) após ter deixado uma passageira na rua Professor Tostes com a Avenida José Tupinambá, bairro Jesus de Nazaré, zona sul de Macapá.

Segundo testemunhas relataram à polícia, ao parar o táxi o motorista foi abordado por dois homens, sendo que um deles efetuou o primeiro disparo na região do tórax com a vítima ainda ao volante. #gallery-2 { margin: auto; } #gallery-2 .gallery-item { float: left; margin-top: 10px; text-align: center; width: 33%; } #gallery-2 img { border: 2px solid #cfcfcf; } #gallery-2 .gallery-caption { margin-left: 0; } /* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

“O motorista foi alvejado com o primeiro tiro ainda dentro do carro. Ele ainda tentou fugir engatando uma ré, mas colidiu contra um poste. Na sequência a vítima desembarcou e ainda correu por cerca de 50 metros até ser alvejado pelas costas novamente. Um dos tiros foi na região da nuca”, disse o perito Odair Monteiro, da Polícia Técnico Científica (Politec).

A polícia encontrou estojos de munição no local indicando que os algozes usaram uma pistola para eliminar o profissional do volante. “O que chama atenção é que a suposta passageira fugiu para uma área de passarela juntamente com os suspeitos. Ao que parece o taxista foi alvo de uma ‘casinha’. Estamos isolando a área para que a perícia possa trabalhar”, disse um dos policiais do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM).

Nenhum objeto foi levado do carro ou da vítima, o que, a priori, descarta um possível crime de latrocínio (roubo seguido de morte. O corpo foi removido para o Departamento de Medicina Legal (DML) da Politec para ser necropsiado.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg Texto: Elden Carlos

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo