Clínica tinha cães mortos, mutilados e restos de animais pelo chão; médico veterinário foi preso; as


Cães mortos, outros mutilados e alguns definhando com sede e fome, além de restos de animais espalhados pelo chão de uma sala. O texto – que parece a narrativa de uma cena de filme de terror – foi o que donos de animais internados na clínica veterinária ‘ProntoVet’, localizada na avenida Diógenes Silva, bairro do Trem, encontraram na tarde desta quinta-feira ( 18).

Os donos dos animais estariam há pelo menos dois dias tentando, sem sucesso, contato com o médico veterinário Fernando Mendonça Nazaré, de 39 anos, que tem inscrição no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) sob número de inscrição 00157, mas sem nenhum tipo de retorno.

Os proprietários acharam estranho e decidiram ir até a clínica que estava com as portas trancadas. “Havia movimento lá dentro e decidimos forçar a entrada. Sabíamos que estava havendo algo de errado. Quando abrimos a porta da sala onde são feitos os procedimentos clínicos nos deparamos com o médico totalmente desnorteado e essa cena macabra. Ele [Fernando] parecia estar em estágio de surto, ou sob efeito de algum alucinógeno, sei lá. O fato é que nossos animais estão nessa situação criminosa”, disse uma servidora pública que havia deixado um cão para tratamento.

Até mesmo nos fundos da clínica foi encontrado um animal morto. Fernando declarou que ainda pela manhã havia feito amputações, o que explicaria os restos de animais espalhados pelo chão. “Eu fiz procedimentos pela manhã e ainda não tinha limpado a sala. Eu já ia fechar essa clínica”, disse o veterinário.

Ele foi preso por maus tratos e encaminhado para o Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval. Entidades e órgãos ligados aos diretos dos animais estão na clínica acompanhando os proprietários que farão o resgate dos animais.


Reportagem: Elden Carlos Imagens: Divulgação

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo