Cerpis recebe 120 novos pacientes para tratamentos integrativos

O Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde (Cerpis) recepcionou 120 novos pacientes nesta terça-feira, 30. São usuários que a cada dia vem dispensando a medicina alopática, aquela que trata a doença com o uso de medicamentos, e optam por tratamentos naturais.

Antes de terem acesso aos meios de tratamento, os pacientes são orientados sobre as diretrizes e protocolos das práticas interativas e já saem do Cerpis com os cartões de consulta para darem início aos procedimentos.

Maria do Nascimento, 66 anos, é uma das 120 novas usuárias. Ela procurou o Cerpis para tratar a diabetes, hipertensão e dores no corpo. “Há alguns anos, eu fiz tratamento aqui e resolvi retornar, porque melhorei muito naquela época. Tomo remédios, mas agora as doenças estão mais fortes e preciso tratar, por isso voltei”, frisou a idosa.

Os novos pacientes somam-se com os 1.450 que já estavam sendo assistidos pelo centro, com 34 métodos terapêuticos, ofertados diariamente como acupuntura clínica, terapia ocupacional, cuidados com a coluna, terapia da dor, fisioterapia integrada e pilates terapêutico. Diante da procura, o Governo do Amapá fortalece as práticas integrativas, como forma de desafogar os hospitais e unidades de pronto-atendimento.

Atualmente, o Cerpis desenvolve mais de quatro mil atendimentos mensais e fechou 2017 com cerca de 120 mil procedimentos terapêuticos realizados. “Aqui nós tratamos do corpo doente, não da doença. E temos tido bons resultados por meio dos tratamentos desenvolvidos. Isso é muito bom, porque são pacientes que deixam de procurar os hospitais após sentirem melhoras significativas”, ressaltou o diretor do Cerpis, Elziwaldo Monteiro.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo