Bandido é preso durante assalto a restaurante no Infraero II

Um homem identificado como Oziel da Silva Lima, de 19 anos, foi preso na noite de terça-feira (22) durante um assalto a um restaurante localizado na avenida Carlos Lins Cortes, bairro Infraero II, zona norte de Macapá.

Segundo a proprietária do estabelecimento comercial, Luizara Arouche, de 35 anos, Oziel e um comparsa invadiram o local por volta de 22h. “Já tínhamos fechado o restaurante. Eu, meu marido e outras pessoas da família fomos jantar. Ai meu marido saiu e lembrei que era para ele levar uma comida pro cachorro em casa. Sai atrás e já me deparei com meu marido sendo rendido pelo assaltante. – deita vagabundo, deita vagabundo – era assim que o ladrão dizia ao meu marido”, relatou a vítima.

Luizara disse que num momento de descuido, seu irmão agarrou o assaltante que tinha uma faca na cintura. “O outro bandido estava no salão e saiu quebrando as coisas. Começamos a gritar e felizmente os guardas municipais vieram nos socorrer”, declarou a mulher. #gallery-1 { margin: auto; } #gallery-1 .gallery-item { float: left; margin-top: 10px; text-align: center; width: 33%; } #gallery-1 img { border: 2px solid #cfcfcf; } #gallery-1 .gallery-caption { margin-left: 0; } /* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

“Havíamos saído de um patrulhamento no CEU das Artes quando ouvimos gritos e pedidos de socorro vindos de dentro do restaurante. Acionamos a Polícia Militar e fizemos a detenção do suspeitos após averiguar que ele não tinha uma arma de fogo. O comparsa dele fugiu com um simulacro. Não trabalhamos armados e a técnica de abordagem nesses casos precisa ser extremamente diferenciada para resguardara integridade física da guarnição e das vítimas”, relatou o inspetor Siqueira, da Guarda Civil Municipal (GCM).

Oziel foi preso e encaminhado ao Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval.  Ele cumpre pena pelo crime de roubo (Art. 157) e havia progredido para o regime semiaberto. Ele terá remissão de benefícios, tendo que cumprir o restante da pena no regime fechado, além de responder a um novo processo.

Reportagem e fotos: Jair Zemberg

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo