Amcap é instituída como entidade de utilidade pública

O governador amapaense, Waldez Góes, sancionou a Lei 2.294 de 28 de março de 2018, que torna a Associação dos Músicos e Compositores do Amapá (Amcap) uma entidade de Utilidade Pública.

O título vai possibilitar à associação a busca de novas parcerias com o poder público e a utilização das leis de incentivo, bem como maior abertura para alocar e receber investimentos federais da cultura.

Com 23 anos de história, a entidade desenvolve ações com os artistas regionais que preservam a memória e identidade cultural do Amapá. “Esse título vai alavancar nosso trabalho, seremos olhados com mais seriedade, inclusive, na busca por recursos federais para nossos projetos que incentivam os artistas da nossa terra. Gratidão”, definiu o cantor e compositor Amadeu Cavalcante, atual presidente da Amcap.

Trabalho Social Uma das principais frentes de trabalho da entidade é a interação didática e social com instituições de ensino, que garante a participação gratuita de músicos em eventos culturais como feiras estudantis. “Nós damos a contribuição do artista nestes espaços onde ele é requerido, como forma de incentivo e fomento a cultura musical do estado”, afirma o vice-presidente, Cléverson Baía. A associação também costuma mobilizar os artistas locais em eventos de cunho social, como doações de mantimentos e brinquedos em datas comemorativas às crianças que moram em áreas periféricas. O projeto mais recente da Amcap, ainda em fase de preparação, é a escola de iniciação musical, com aulas de canto e violão. “Mesmo diante de toda crise, conseguimos até aqui manter nossa entidade viva. E esse reconhecimento público que agora recebemos, ao longo dos nossos mais de 20 anos de ações, nos deixa com a sensação de dever cumprido. Estamos muito felizes com esse reconhecimento institucional, e também funciona como uma carta de apresentação para novos parceiros”, comemora o músico Baía. Hoje a entidade representa uma parcela significativa de músicos e compositores que fortalecem a sociedade com sua arte, sendo referendada e reconhecida como um patrimônio nosso, artístico-cultural e representante da riqueza do povo daqui.

A Amcap Fundada em 12 de junho de 1996, a entidade, sem fins lucrativos, objetiva agregar, valorizar e promover a permanente discussão dos direitos dos músicos e compositores que, através de sua arte, buscam divulgar as belezas e as riquezas do Amapá.

Entre os vários projetos desenvolvidos pela Amcap, destacam-se: Canto de Casa, Especial da Música da Amazônia (Empa), Festival da Canção no Meio do Mundo (Fecamm), Réveillon Beira-Rio, Carnaval Beira-Rio – esses dois últimos, em parceria com o governo do estado.

A Associação busca proporcionar aos seus associados o acesso a novos mercados e à identificação de novas tecnologias para o campo da música. E por ter esse foco, idealiza a distribuição das mídias disponíveis para produtores e eventos Brasil afora, bem como firma parcerias com instituições públicas e privadas visando a garantir a participação e melhor relação profissional de seus artistas com o mercado.

Entre suas principais produções, o destaque é a gravação do DVD intitulado Especial da Música Popular Amapaense, e como continuidade a esse processo de registro audiovisual, o segundo DVD encontra-se em fase de finalização. Projetos que têm potencializado o mercado musical regional e, sobretudo fomentado a cultura regional musical e garantindo renda aos artistas amapaenses para a manutenção da cadeia produtiva.

Atualmente, são mais de cem associados, renomados músicos, compositores e bandas como: Patrícia Bastos, Osmar Júnior, Zé Miguel, Fernando Canto, Joãozinho Gomes, Banda Placa, Grupo Raízes do Bolão, Banda Negro de Nós, Marcelo Dias, Cléverson Baía, Amadeu Cavalcante, entre outros grandes nomes da música popular amapaense (MPA).

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo