Amapá estará presente no I Encontro Brasileiro das Advogadas Criminalistas

A advogada Lucidea Portal Melo de Carvalho anunciou neste sábado no programa Togas&Becas (DiárioFM 90,9) apresentado pelo advogado Helder Carneiro, que tem sua bancada composta pelos também advogados Wagner Gomes e Evaldy Motta, que ela vai representar o Amapá no I Encontro Brasileiro das Advogadas Criminalistas, que será realizado nos dias 6 e 7 de março na sede nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Brasília (DF). A data, segundo a advogada, foi escolhida estrategicamente pela proximidade com o dia 8 de março, quando se comemora o Dia Internacional da Mulher. Embora não seja palestrante oficial com evento, promovido pela Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim), a amapaense vai falar no espaço ‘Tribuna Livre’ sobre a realidade carcerária das mulheres no estado.

“Eu vou ter a honra de representar o Amapá nesse evento histórico que vai reunir não apenas as advogadas criminalistas brasileiras, como também os profissionais do sexo masculino, estagiários, bacharéis em direito e acadêmicos. O Encontro vai abordar os principais e mais atuais temas da área do direito, com a participação dos mais renomados representantes da advocacia criminal do país. Embora eu não seja palestrante oficial, vou falar sobre a realidade carcerária feminina no Amapá, que é muito precária, havendo necessidade de implementar não apenas políticas social e de trabalho, mas também de segurança, porque a penitenciária feminina é menos olhada que o Cadeião, que abriga os homens. Eu conheço muito bem a realidade porque eu ministro aulas lá, e sei que é precisa implementar mais projetos para aquelas meninas. Será sem dúvida um evento grandioso e muito importante para a vida nacional, por isso eu agradeço ao doutor Cícero Bordalo Júnior, presidente da Abracrim por ter me indicado para representar o Amapá na Comissão nacional”, comentou.

Conforme explicou Lucidea Portal, as representações da ABracrim em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal vão participar do encontro, que, além de palestras, terá debates, mesas de discussões e tribunas livres. Como último ato, após palestra magna de encerramento, será tornado público um manifesto denominado: “Carta das Advogadas Criminalistas Brasileiras”, com postulados resultantes de todos os debates, deliberações, encaminhamentos e aprovações havidas durante os trabalhos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo