Aberta Semana #Viva pela Promoção da Saúde Mental

Para marcar a busca por uma saúde mental de qualidade em Macapá, a prefeitura da capital d Amapá fez nesta sexta-feira, 18, a abertura da semana referente à luta antimanicomial no Brasil. Essas ações proporcionarão um momento de fortalecimento da rede de saúde mental, demonstrando a importância de um novo modelo de cuidado que busca o resgate dos direitos e autonomia das pessoas com sofrimento psíquico, uso prejudicial de álcool e outras drogas. #gallery-2 { margin: auto; } #gallery-2 .gallery-item { float: left; margin-top: 10px; text-align: center; width: 50%; } #gallery-2 img { border: 2px solid #cfcfcf; } #gallery-2 .gallery-caption { margin-left: 0; } /* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

Em Macapá, as atividades abriram com uma roda de conversa sobre a Saúde Mental com diversos órgãos da prefeitura e usuários do Centro POP, no prédio da Secretaria de Assistência Social e do Trabalho (Semast). Houve apresentação do grupo “Atormentados”, formados por alunos do curso de psicologia da Faculdade IMMES, que destacou problemas e descaso com a depressão. Além disso, vários usuários dos serviços puderam dar seu depoimento.

“Vivi na rua por muitos anos e fui diagnosticado com esquizofrenia, usei droga, perdi tudo, mas sempre podemos recomeçar quando temos o poder de decisão. Os usuários desses espaços precisam ser vistos, porque a constituição garante esses direitos”, relatou Elinal dos Santos. “As reivindicações defendem os direitos de pessoas em situação de vulnerabilidade social e dentro dessa vulnerabilidade estão as demandas psiquiátricas”, enfatizou o psicólogo da Semast, André Romero.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo