Ação rápida da PM frustra assalto e assegura integridade de refém no Centro de Macapá

A ação rápida da Polícia Militar do Amapá (PM) frustrou o assalto e impediu a fuga de um dos dois criminosos que tentaram roubar um empresário, no Centro de Macapá, no início da tarde desta sexta-feira, 18. Antes de ser preso, um dos assaltantes feriu um homem e fez uma mulher de refém em uma loja de autopeças.


Uma equipe da PM, que opera ostensivamente no centro comercial, foi acionada e conseguiu localizar os criminosos em fuga. Houve troca de tiros e o criminoso que conduzia a moto perdeu o controle e caiu, no cruzamento da avenida Cora de Carvalho com a rua General Rondon.

Ao se levantar, um deles continuou atirando contra os policiais e atingiu um homem no abdome. Em seguida, correu até uma loja de peças de carros, na avenida Elezer Levy, onde fez uma funcionária de refém. O outro criminosos conseguiu fugir.


Após duas horas e meia de negociações o assalte entregou a arma, libertou a refém e se rendeu. Ele empunhava um revólver calibre 38.

Paulo Matias ressaltou que, durante todo o gerenciamento da crise, o aparelho de segurança do Estado foi acionado para dar o suporte necessário. Viaturas de outras unidades policiais garantiram o isolamento do local e policiais desviaram o trânsito e orientaram moradores no entorno a permanecer dentro de suas casas para garantir a segurança. Ambulâncias também foram encaminhadas para atendimento, caso necessário.

A vítima do disparo, que trabalhava em uma barbearia na esquina onde a moto usada pelos bandidos caiu, foi submetida a cirurgia no Hospital de Emergências (HE). Segundo boletim médico, o disparo atingiu o fígado do homem antes de atravessar o tórax. Apesar do atendimento rápido, a vítima sofreu uma lesão denominada hilo hepático, considerada grave.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo